Image Alt

Casa do Mosteiro de Moreruela

História

Situada num concelho com fortes marcas de ruralidade, a “Casa do Curral do Mosteiro de Moreruela” integra o coração do planalto mirandês, lugar situado na região norte do território do concelho de Miranda do Douro.
Genisío é nome próprio de homem e até de um santo que aparece sob as formas de Genésio, no ano 303, conhecido como um comediante na Roma do Imperador Diocleciano. Foi vítima de tortura por parte do próprio imperador, segundo resulta da lenda: após uma interpretação que Genésio terá feito sobre uma cena de batismo, demasiado real aos olhos do Imperador, para os seus princípios anticristãos.
É importante ressaltar que a intenção de Genésio era ridicularizar os ritos católicos diante do soberano e seus discípulos, é mais importante ainda deixar claro que Genésio não tinha nenhuma ligação afetiva com o catolicismo.
A povoação de Genísio é de origem medieval.

A relação de Genísio com o Mosteiro de Moreruela está envolta de alguma incerteza. Há estudos que defendem que se iniciou em 1255, quando Afonso Mendes de Bornes doa àquele mosteiro tudo quanto em Genísio havia herdado de seu pai Meen Bofino, no entanto, existem registos de que em 1262, Ruy Pays e Orroca Afonso doaram ao mosteiro de Moreruela tudo quanto tinham em Genísio. É provável que as doações tenham acontecido em momentos diferentes mas sempre em prol do Mosteiro. O certo é que a povoação passou a pertencer ao Mosteiro de Moreruela até ao século XVI, mais propriamente no ano 1545 altura da criação da diocese de Miranda do Douro.

Genísio engloba o lugar Especiosa, a freguesia tem intrínsecas características rurais, o sector predominante é o primário. As principais culturas agrícolas produzidas aqui, são o trigo e as pastagens permanentes completadas com a criação de gado ovino e bovino.

Dentro de uma extensa oferta de património cultural e religioso podemos contar com a igreja local, reconstruída ao longo do século XVIII, da primitiva igreja ainda hoje podemos observar a sua pia batismal.

Segundo diz o povo nativo, quando há trovoada, tocam-se os sinos da capela de São Ciríaco e esta afasta-se. Perto de Genísio, terá existido uma muito pequena povoação chamada Belharino, que desapareceu ou foi integrada na aldeia, dela nos dão conta alguns documentos do Mosteiro de Moreruela, datados de uma altura em que a quintinha de Belharino ainda existia, documento de 12 de Dezembro de 1284, da coleção diplomática do Mosteiro de Moreruela, publicada por Isabel Afonso Anton.

Não obstante, todo o concelho constitui para os seus visitantes uma autêntica viagem ao passado, onde a história se cristalizou e a arte deixou traços de invariável beleza. Estes fatores, aliados à beleza própria da região, constituem com os seus elementos naturais, atrativos suficientes para o incremento turístico.

Todas estas premissas levaram à reconstrução do casario que constitui a “Casa do Curral do Mosteiro de Moreruela”, e com a sua requalificação, atenua as carências da região ao nível da oferta de alojamento turístico no espaço rural, proporcionando assim, um empreendimento de qualidade que usufrui da localização no âmbito do planalto Mirandês.

You don't have permission to register